Unidados Contabilidade

Notícias

Leilões imobiliários viram alternativa para investidores

Com a recessão, essa pode ser a alternativa para ganhar mais dinheiro

Autor: Amanda MathiasFonte: A Autora

Há cinco meses, os padrões de vida mantidos pelos brasileiros foram afetados com a chegada do coronavírus ao Brasil. Junto com a crise sanitária, uma recessão econômica – que já dava sinais de aparecer mesmo antes da pandemia – foi formalmente declarada. Em meio à turbulência, os leilões de imóveis se tornaram uma alternativa para que os investidores seguissem com os ganhos estáveis.

Acontece que, com a queda das taxas de rendimento e liquidez, os investimentos se tornaram pouco vantajosos. Somado a isso, ainda há a redução de lançamentos pelo mercado e a queda de produção da construção civil, juntamente à alta do crédito imobiliário. Ou seja, comprar um imóvel em leilão tornou-se mais atrativo, tanto para as pessoas que buscam novos locais para morar – que podem adquirir uma casa com menos empecilhos –, quanto para quem pretende utilizar o local como investimento.

Normalmente, os preços praticados em certames são 40% abaixo do valor de mercado, mas podem chegar a 70%. O momento também propiciou alta na inadimplência das pessoas que haviam feito financiamento. Assim, a casa ou o apartamento irá integrar lotes de leilões judiciais. Nesta modalidade, o valor do imóvel corresponde à quantia que falta para o pagamento total da dívida.

Alta demanda

Segundo Henri Zylberstajn, CEO da Sold Leilões, as buscas por leilões de casas e apartamentos cresceram 30% desde o começo da quarentena. Para ele, mesmo que o número de lances tenha caído 20% desde então, a situação é positiva para quem pretende comprar algo. Isso porque há menos pessoas nos certames e, deste modo, o número de lances é menor.

Sendo assim, a expectativa dos profissionais da área é de que o período siga positivo. Para o leiloeiro Fernando Cerello, da Mega Leilões, outra vantagem dos leilões é que a maioria dos imóveis presentes nos lotes já está construída e pronta. Assim, não há atrasos em relação à disponibilização deles para os compradores. Com isso, o setor deve ser o mais buscado e utilizado enquanto a construção civil não voltar às atividades e entregar novos locais.

“Além disso, os bancos estão flexibilizando as taxas de juros e estão parcelando o lance. Alguns parcelam 80% do valor total do imóvel e ainda aceitam outros imóveis como parte do pagamento”, relata Cerello.

Segurança

A aplicação de fraudes em leilões se tornou comum. Para auxiliar os compradores, a Associação da Leiloaria Oficial do Brasil (ALEIBRAS) criou a iniciativa Leilão Seguro, que lista os sites suspeitos, dá dicas de como se manter seguro durante as compras e mostra os sites com cadastros referenciados.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Outubro/2020
D S T Q Q S S
    010203
04050607080910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Cotação Dólar