Unidados Contabilidade

Notícias

Benefícios flexíveis: o que são e como podem ser vantajosos para as empresas

Desafio de ter equipe de talentos e aumentar produtividade está associado com implantação de benefícios flexíveis

Autor: Flávia VianaFonte: A Autora

As empresas cada vez mais investem na produção e na motivação de seus colaboradores para que possam atingir suas metas satisfatoriamente, evitar o turnover, a perda de talentos e da mão de obra especializada. É muito claro a elas que não basta um salário adequado e compatível com o mercado – precisa complementar na oferta de benefícios. Recentemente, surgiu uma inovação nessa área de gestão de pessoas: os benefícios flexíveis, ou seja, o colaborador decidirá dentro das opções ofertadas pelo empregador quais são os benefícios que melhor atendem, o que dá autonomia para o empregado montar seu próprio pacote.

A ideia é que exista uma regra de distribuição, um cálculo com base no peso financeiro dos benefícios flexíveis. Na prática, são pacotes personalizados que têm o mesmo valor para todos e são viáveis financeiramente para a empresa. A implementação e implantação dos benefícios flexíveis podem ocorrer de várias formas, com destaque para:

- inventário de benefícios: catálogo com diversas opções, com benefícios vinculados à alimentação, saúde, cultura, lazer, entre outros;

- sistema de pontos: é um outro modelo, inclusive o mais utilizado, no qual em cada benefício tem uma certa quantidade para ser adquirido, e o colaborador usa os pontos que tem para escolher as vantagens que melhor atendem às suas necessidades.

O importante, independentemente do sistema de benefício flexível adotado, é que a empresa determine a periodicidade para que o funcionário mude seu pacote, pois há a necessidade de planejamento para contratação dos serviços oferecidos.

Conforme levantamento feito pela Robert Half, empresa especializada em Recursos Humanos, apenas 11% dos entrevistados afirmaram poder escolher os benefícios que melhor adaptam-se à sua realidade, e um total de 93% dos entrevistados desejariam escolher os benefícios seguindo as suas necessidades. Dessa maneira, é claro que o trabalhador brasileiro anseia pelos benefícios flexíveis, porém não pode contar com eles ainda.

Brent Wallace, coordenador executivo de recrutamento da Royer Thompson, em artigo para o LinkedIn, afirma que os planos de benefícios flexíveis são uma ótima ferramenta para atender às necessidades dos funcionários. “Ter uma força de trabalho diversificada em relação à cultura, à idade e à personalidade tem vantagens e está se tornando a norma no local de trabalho. Com uma diversidade de funcionários, surge uma diversidade de necessidades que os empregadores devem atender”, destaca o autor.

Entre os benefícios flexíveis podemos destacar: planos de saúde e odontológico, bolsas de estudo para os funcionários e seus dependentes, vale-alimentação, vale-refeição, previdência privada, auxílio-creche, vale-combustível, vale-cultura, entre outros. Portanto, os benefícios flexíveis aproximam a relação da oferta da empresa com as necessidades e os desejos de seus colaboradores, onde só haverá vantagens, como escutar os funcionários, incentivar a autonomia e promover a participação das pessoas nas decisões.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Dezembro/2021
D S T Q Q S S
   01020304
05060708091011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Cotação Dólar