Unidados Contabilidade

Notícias

Algorithm is everything in life and death - (Algoritmo é tudo na vida e na morte)

A presente pesquisa que findou no presente artigo considerou a interpretação da Bíblia Sagrada

“A rivalidade divina ganhou mais um aliado, pois ALGORITMO com a I A afetam seriamente a nossa vida e a morte.” (Elenito Elias da Costa e o genial LEVY DA COSTA).

INTRODUÇÃO

Se nossa vida se resume aos NÚMEROS de sua Certidão de Nascimento, CPF Titulo de Eleitor, Passaporte, Cédula de Identidade, Conta Corrente Bancária, PIX, CTPS, Cadastro Único, Cartão de Crédito, senhas, e demais, inclusive o do Atestado de Óbito, Lápide, Identificação numérica de sua morada eterna, podemos então, afirmar que o ALGORITMO tem relação de afinidade eterna conosco.

A presente pesquisa que findou no presente artigo considerou a interpretação da Bíblia Sagrada, quando cita “viverás e comerás com o suor do teu rosto” agregado a “tu és minha imagem e semelhança”, agregamos mais algum conhecimento de Nicolau Maquiavel, Reneé Descartes, Friederick Nietzche, Dostoievsky, Allan Turing, Alvin Toffler, e demais.

O maior foco do presente é entender que nossa VIDA e MORTE, o que importa é o HIATO TEMPORAL entre elas, e principalmente o que você realmente faz nesse ínterim.

NOSSA VIDA

O fato de nascermos, crescermos, estudar, trabalhar, ser um profissional, namorar, noivar, casar, ter filhos (as), ter netos (as), possuir bens, imóveis, casa, apartamento, sítios, fazendas, carros, aplicações financeiras, viajar, conhecer novos locais, é continuar estudante, pois se não falar outros idiomas, e não conhecer programação no ambiente da inteligência artificial com velocidade 5G, pois TODOS NÕS TEREMOS O MESMO FIM.

Acreditar em DEUS é uma opção, assim como ter Fé em DEUS, alivia nossa insatisfação, mas o fim será o mesmo.

A logística de acordar, abrir os olhos, se levantar, tomar banho, um breakfast, the job, lunch, chá da tarde, dinner, estudar, ler, pesquisar, ter sentimento, procurar sobreviver, ter inteligência emocional, entender a inteligência artificial, e demais, só nos tornam mais humano.

Quando lemos O CHOQUE DO FUTURO de Alvin Toffler, há muito tempo, naquela época não tínhamos a visão que hoje temos, e esse livro retratava uma realidade futuro distante, e hoje, observamos que as verdades nele inseridas são incontestáveis.

Quando lemos O CAPITAL de Karl Marx, e encontramos pensamentos igualitários nos livros de O CAPITAL DO SÉCULO XXI, e IDEOLOGIA DO CAPITAL de Thomas Piketty, identificamos diversos pontos de igualdades e divergências em suas conjecturas, mas altamente reflexiva diante dos fatos em nosso cenário atual.

Quando lemos a Bíblia Sagrada, e fazemos uma comparação com O PRINCÍPE de Nicolau Maquiavel, O DISCURSO DO MÉTODO de Renée Descartes, e ainda com o livro ASSIM FALOU ZARATUSTRA de Friedrich Nietzche, encontramos a imperfeição do ser humano na inexistência dos seus valores e princípios.

Mas quando lemos O IDIOTA, OS DEMÔNIOS de Dostoievsky, O INFERNO de Dante Alighieri e INFERNO de Dan Brown, identificamos inexoravelmente o real momento em que nossa sociedade vivencia.

BRASILEIRO

Com a economia em instabilidade, desigualdade, desemprego, ainda se recuperando de uma pandemia e em processo de vacinação, com juros elevados, inflação em alta, dolarização dos bens de consumo, e demais fatores negativos, o brasileiro é lutador e procura suas melhoras, pois não há outro caminhão a seguir.

No ano de 2022, ano de mudança, NOVO governo, que possa entender que os Poderes Constituídos devem representar todos os brasileiros, inclusive a base da pirâmide que hoje está esquecida e reduzida à posição de pedinte recebendo auxílio emergencial para sobreviver.

Desprovidos de uma educação de qualidade, muitos analfabetos, não conseguem entender o que LER, tem dificuldade extrema em escrever o que pensa, tem dificuldade em expor seu senso crítico, não fala outros idiomas, não sabe programação em TI no ambiente da IA e nem no METAVERSO, e sua atual posição de ZUMBI, e de ESCRAVO moderno, mas tenta ainda sobreviver, pois não lhe resta alternativa.

Lembro que o fato de ocupar um lugar no espaço, e respirar só legitima sua existência, mas precisa se capacitar e se qualificar para entender o atual mundo com suas inovações tecnológicas, principalmente numa velocidade de 5G no metaverso.

Em consonância ao citado anteriormente, podemos entender que a identificação dessa sociedade será SOMENTE em duas classificações, INCLUÍDOS e EXCLUÍDOS, e pasmem o percentual de EXCLUÍDOS chega a 90% da população brasileira.

CONCLUSÃO

É estranho saber que habitar um país continental, com riquezas minerais e naturais, terras férteis, uma população de aproximadamente de 214 milhões de habitantes, mas pelo fato de ter uma pífia educação, não conseguir transformar todas essas vantagens para diminuir a desigualdade social, onde as pessoas consigam ter uma refeição digna.

Conhecer o algoritmo (0 e 1) ou mesmo o Qubits (0,1) junto a Inteligência Artificial, Metaverso, programação, e computação quântica, é realmente um conhecimento para poucos e onde muitos pagarão um elevado preço.

Um país onde somente 10% da população têm condições de fazer as três refeições diárias, e grande maioria da população passa necessidade básica, sem nenhuma esperança que tal cenário pode mudar.

Ser o celeiro de mundo em proteína animal e vegetal, ter uma biodiversidade que favorece ao mundo, com mananciais de água, e ser pobre e pedinte, é incompreensível.

Haverá um momento que essa massa de miseráveis deve tomar pra si o seu próprio destino e entender que até mesmo a morte é insignificante diante dos fatores adversos, assim como uma CONVULSÃO ou um movimento BOLCHEVYK.

Só esperamos que as Elites e Poderes Constituídos possam entender que esse RISCO deve ser considerado e que possam antever esse momento.

AUTORES: Elenito Elias da Costa e o genial LEVY DA COSTA.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Dezembro/2021
D S T Q Q S S
   01020304
05060708091011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Cotação Dólar